Cartão Recomeço do governo vai custear tratamento em Clínicas de Recuperação

O Governo do Estado de São Paulo deu um passo importante no combate ao uso de drogas, foi lançado o programa “Cartão Recomeço” ele será uma espécie de vale tratamento que será entregue inicialmente a 3 mil dependentes químicos e terá o valor mensal de até R$1.350 (mil trezentos e cinquenta reais) que só poderá ser usada em clínicas de recuperação e tratamentos conveniadas ao Cartão Recomeço. O benefício é muito importante pois possibilita que os usuários que querem sair do mundo da dependência química entrem um tratamento, através da ajuda do governo. O benefício poderá ser pago por até 6 meses de tratamento, durante todo o processo de internação o dependente será acompanhado e depois passará por um programa de inclusão na sociedade. Segundo especialistas seis meses de internação são suficientes para recuperar um usuário da dependência química.



Inicialmente as clínicas do programa Cartão Recomeço serão em onze municípios paulistas, são eles: Sorocaba, Osasco, Diadema, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Bauru, Santos e Mogi das Cruzes. As clínicas serão credenciadas por meio de licitação. Essas onze cidades foram escolhidas por conta da localização e da capacitação técnica, são grandes municípios que poderão atender a várias cidades do estado de São Paulo.

Valor do benefício e duração 
Mensalmente será concedido até R$1.350 para as pessoas que foram selecionadas para participar do programa, o cartão será de uso exclusivo nas clínicas, não podendo ser utilizado para outros fins comerciais. O benefício poderá ser pago durante até 6 meses.


Com o Cartão Recomeço será possível aumentar o número de recuperação dos dependentes químicos, além de melhorar a saúde, também contribuirá para a Segurança Pública, já que grande parte do aumento da violência em todo o estado está ligado ao uso de substâncias químicas.


O programa também acompanha as famílias dos usuários internados, através de apoio psicológico e também de reinserção do mesmo no convívio da família e na sociedade após passar pelo tratamento.


Muitas famílias sofrem o dilema de não poder tratar seus familiares por conta do valor alto que é manter o dependente em uma clínica de tratamento. O objetivo do programa é dar oportunidade para quem quer se tratar e largar de vez a dependência química. Os beneficiários serão escolhidos com base nas Secretárias de Saúde dos municípios, Assistência Social e SUS. Os municípios também tem papel importante na fiscalização do programa.


0 comentários:
Postar um comentário

Evite usar a opção "Anônimo", se não tiver conta no Google, preencha seu nome na opção "Nome/URL"